domingo, 9 de setembro de 2007

Mude o mundo ou vá para casa!

Eu tenho acompanhado o trabalho da Microsoft faz alguns anos. Acho que inicialmente, para mim, a Microsoft era uma empresa inovadora e desafiante. conseguia desenvolver os programas que funcionavam no meu velho 386. O mundo foi mudando e a Microsoft conseguiu uma liderança inigualável com o seu Windows. Com o market-share totalmente estabelecido e o caixa lá em cima, a empresa estacionou. Até mesmo a mesmice era a mesma mesmice de sempre. Pouca inovação. Pouca inspiração. Pouca Paixão.

O próprio dono da Microsoft, Bill Gates, escreveu um artigo publicado no jornal The Washington Post que ressalta a importância da inovação, do reinventar-se: “Por séculos, as pessoas acreditaram que o crescimento econômico resultasse de uma interação entre capital e trabalho. Hoje sabemos que esses elementos foram superados por um único fator crítico: inovação”, disse Gates.

Então, como despertar inovação em sua equipe de mais de 70 mil funcionários espalhados pelo mundo todo? Através de pequenas e simples ações! Microsoft: change the world or go home! é uma destas iniciativas.

O monstrinho azul tem sido espalhado pelos mais diversos cantos da Microsoft, a partir da experiência da Microsoft UK, e possui vários níveis de interpretação, dependendo de quem comunica ou recebe a comunicação. Segundo o autor:

"- Microsoft dizendo aos seus potenciais clientes para mudar o mundo ou ir pra casa;
- Microsoft dizendo aos seus funcionários para mudar o mundo ou ir pra casa;
- Funcionários da Microsoft dizendo aos seus colegas para mudar o mundo ou ir pra casa;
- Todos dizendo para a Microsoft mudar o mundo ou ir pra casa;
- Todos dizendo para os seus colegas mudar o mundo ou ir pra casa;
- E assim por diante!

A Microsoft tem setenta mil empregados, uma grande parte deles bem determinados a mudar o mundo, e algumas vezes, conseguindo. E milhões de clientes com a mesma idéia. Basicamente, a Microsoft está no negócio de mudar o mundo. Se eles perderem essa, devem todos irem mesmo pra casa".

O Steve Clayton, da Microsoft UK, explica um pouco mais sobre isso no YouTube. Eu acredito que grandes mudanças acontecem com pequenos passos. Quando descobrimos novas maneiras de fazer as coisas. Quando descobrimos coisas novas para fazer, quando fazemos nós mesmos de maneira diferente, estamos mudando nosso mundo, e daí em diante. Seja na Microsoft, no nosso trabalho ou ainda na nossa vida pessoal, esta frase faz todo o sentido: Mude o mundo ou vá pra casa!

2 comentários:

Roney Belhassof disse...

Para mim a sua conclusão é a síntese do sentido da vida e é como tenho levado a minha desde os... cinco anos? ;-)

Tenho notado que é fácil mudar o nosso mundo individual, mas não tão fácil mudar o mundo todo. Eu chego lá! ;-)

Quanto à MS... Bem, a IBM superou a crise ela também pode, mas hoje acho que ela segue na inércia de um gigante que demora a ser arrastado pela corrente.

A inovação está em todos os lugares e ela parece ter perdido cada um deles... Principalmente aquele que virou a fonte de lucros da venda de CDs para usuários finais para o modelo Google, Myspace etc.

Vamos ver se o monstrinho azul funciona, mas o meu convívio com meu cão mostra que a ameaça nunca é estimulante... Eu teria feito um bonequinho heróico e uma frase do tipo "seja alguém: mude o mundo!"

Anônimo disse...

Muito bacana seu blog ! Legal mesmo ! Depois visite o meu :
http:cinemusica81.blogspot.com
E se possível deixe um comentário lá , falow ?

Abraço ,
Alexander Ribeiro